Open Innovation: como a Be220 aplica o modelo de gestão de negócios focado na colaboração

O número de empresas que aderiram ao movimento Open Innovation e se uniram a outras para impulsionar a inovação saltou de 82 para 1.635 no Brasil, entre 2016 e 2020.

Mas o que Open Innovation realmente significa? E de que formas esse modelo de gestão de negócios pode impulsionar a sua empresa?

Descubra como crescer de forma colaborativa e como a Be220 aplica Open Innovation em sua cultura de trabalho e em seus projetos. Leia mais!

O que é Open Innovation?

Open Innovation (Inovação Aberta, em tradução livre) é um modelo de gestão de negócios para inovação que promove a colaboração com pessoas e outras organizações externas. 

Ou seja, a empresa não depende apenas de seu próprio conhecimento, equipe e recursos internos para inovação (de produtos, serviços, modelos de negócios, processos, etc.).

Assim, o maior desafio da Open Innovation é a verdadeira ruptura cultural com a mentalidade tradicional e o sigilo associado à cultura corporativa.

No entanto, esse modelo de inovação se torna viável quando a empresa reconhece que há muito conhecimento fora da organização. 

Diferentes negócios implementam práticas de Open Innovation de diversas maneiras. Alianças entre empresas, pesquisas em universidades, competições de crowdsourcing e ecossistemas de inovação são alguns exemplos dessa prática.

Open Innovation x Inovação (tradicional)

É possível usar a inovação para gerar e aplicar conhecimento para desenvolver novos produtos e serviços a fim de obter melhores resultados.

Tradicionalmente, as empresas inovavam contando apenas com recursos internos. Isso acontecia, principalmente, pelo foco não comercial da comunidade científica e a necessidade das empresas de proteger suas ideias e bens.

Embora esse modelo possa funcionar em negócios que investem em pesquisa, o conhecimento gerado internamente tende a ser incompleto. 

Isso porque, no mundo de hoje, a tecnologia está evoluindo muito rapidamente de formas diferentes, tornando a contribuição de fontes externas imprescindível,

Afinal, quando a inovação é muito lenta, o conhecimento pode se tornar obsoleto ou as prioridades do negócio mudam antes de colocá-lo em prática.

Foi assim que a tendência de Open Innovation surgiu como novo modelo, incentivando empresas a usar o conhecimento externo existente em vez de começar tudo do zero. 

Dessa forma:

  • O foco principal do departamento de inovação é conectar e integrar equipes internas com fontes externas de conhecimento;
  • A inovação interna ainda existe, mas se concentra na criação de conhecimento que não pode ser encontrado fora, desde que seja relevante para o mercado.

Benefícios de Open Innovation

O principal benefício do modelo de Open Innovation é encontrar aliados para inovar com mais segurança e resultados mais rápidos. 

Além disso, ao transformar uma potencial concorrente em parceira, é possível impedi-la de trabalhar com quem já faz parte da sua concorrência. 

Assim, o seu negócio ganha com trocas de experiências, conhecimento e tecnologias.

Outra vantagem é agregar valor ao produto ou serviço de ambas, gerando melhores resultados para o cliente e ganhando maior visibilidade no mercado e, consequentemente, aumentar o reconhecimento da marca. 

Exemplo de Open Innovation: AbigeApp

Com recursos de inteligência artificial, o AbigeApp é uma solução poderosa para auxiliar a segurança pública no combate aos crimes de furto de gado.

abigeappMas o aplicativo só se tornou a sua melhor versão por meio da cultura colaborativa da Be220!

O AbigeApp é resultado de uma necessidade da sociedade, além de:

  • parcerias com entidades ligadas à segurança pública, como Secretarias de Segurança Pública, Polícia Civil e Brigada Militar;
  • parcerias com entidades do segmento, como FAMURS, FARSUL, FEBRAC, Governo RS, Vigilância Sanitária, frigoríficos e açougues;
  • prefeituras de municípios que acreditam na tecnologia como uma forma eficiente e moderna de lutar contra o roubo de animais.

Veja também: Governantes e autoridades já conheceram o AbigeApp

Colaboração é com a Be220!

Para a Be220, uma cultura colaborativa, alinhada com a nova economia, deve se basear na troca de conhecimento e no compartilhamento de experiências.

Mas o que significa adotar uma postura colaborativa na inovação?

“Tudo começa por assumir o compromisso com algo maior que o caixa da empresa. Ou seja, maior do que o crescimento individual ou de um grupo pequeno de pessoas. É preciso pensar sobre as cidades, sobre o nosso país e o mundo”, explica o Diretor de Negócios da Be220, Rodney Silva.

Isso significa que é preciso observar o ecossistema de tecnologia e entender como é possível contribuir para torná-lo maior e melhor:

“É preciso estender a mão para empresas menores, trocar com empresas já estabelecidas e contar com empresas de grande porte. Enfim, é preciso colaborar”.

Cultura colaborativa na South Summit Brasil

Um grande exemplo de colaboração e inovação na tecnologia e nos negócios foi a South Summit Brasil, que ocorreu em maio na cidade de Porto Alegre, sede da Be220.

Mas o trabalho colaborativo começou antes mesmo do evento, quando empresários, governo e sociedade fizeram campanha para trazer para a capital dos gaúchos um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.

Foi com a mentalidade de Open Innovation que o trabalho iniciado pela Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, em parceria com organizações como o Pacto Alegre e outras, resultou em Porto Alegre como a sede da South Summit Brasil.

4

Para Silva, isso mostra a força da colaboração:

“Temos muito para oferecer e aprender uns com os outros. Podemos apostar nas nossas universidades e nos profissionais diferenciados que temos trabalhando nesse projeto de construção de um grande ecossistema de tecnologia, ciência e conhecimento”.

Conheça a Be220!

Somos uma agência de tecnologia com sede no polo criativo do Artsy Office, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre.

Contamos com um time transdisciplinar, formado por desenvolvedores, UX/UI designers, gerentes de projetos e outros profissionais.

Atuamos com grandes empresas do mercado, como IMED, Purificatta, Hospital Moinhos de Vento, Sicredi, Funcorsan, Wolens, entre outras. 

E o nosso diferencial é a tecnologia focada na experiência do usuário (UX)! Colocamos toda a nossa expertise em prática para transformar a sua empresa.

Para isso, oferecemos diversas soluções em tecnologia, como:

Aplicativos para celulares iOS e Android;

Web Apps (PWA – Progressive Web App);

– Aplicativos para IoT (Internet das Coisas);

– Product Discovery (Concepção e validação de projeto em escopo e fluxograma);

– Consultoria para MVP (Produto Mínimo Viável);

Sites exclusivos automatizados;

– Sites one page/landing pages;

E-commerce e loja virtual com design personalizado;

– Plataforma EAD de cursos;

– Portal de conteúdo de notícias e entretenimento;

– Desenvolvimento de API;

– Integrações com plataformas diversas;

– Suporte e gerenciamento de produtos digitais;

– Design de interface;

– Pesquisa de experiência do usuário;

– Criação de identidade visual para lançamento de projetos.

contato be220

compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp