AbigeApp: Governo do RS e entidades da Segurança Pública e Pecuária conhecem o aplicativo desenvolvido pela Be220

O abigeato sempre foi uma preocupação do agronegócio brasileiro. Quadrilhas especializadas amedrontam produtores rurais e deixam vítimas sem dinheiro. O AbigeApp chega ao mercado para ajudar a combater esses crimes. Leia mais!

Só na cidade de Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, por exemplo, foram registrados 45 crimes de abigeato em 2021, representando um aumento de 21,6% em relação a 2020

Em todo o Estado, o número ultrapassa os 5 mil casos. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP/RS).

Para permitir maior agilidade para as autoridades de segurança pública na investigação de crimes de furto de animais do campo, a Be220 desenvolveu o AbigeApp.

A solução consiste em um aplicativo que permite fazer consultas em tempo real ao banco de marcas e sinais dos animais. 

E os sócios da agência tem participado de uma intensa agenda de reuniões para levar essa tecnologia inovadora a todos os cantos do Rio Grande! 

As conversas já envolveram autoridades como a chefe da Polícia Civil do RS, delegada Nadine Anflor; o líder do Governo do RS na Assembleia Legislativa, deputado estadual Frederico Antunes, e instituições como

  • FAMURS: Federação das Associações de Municípios do RS;
  • Azonasul: Associação dos Municípios da Zona Sul do RS;
  • Programa RS Seguro, da Secretaria de Segurança Pública do RS;
  • Secretaria de Agricultura do RS;
  • FARSUL: Federação da Agricultura do RS;
  • FEBRAC: Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça;
  • Instituto Desenvolve Pecuária.

Leia mais e confira as novidades sobre o AbigeApp!

Quem já conheceu o AbigeApp

Muitas instituições já estão se familiarizando com o AbigeApp. E o objetivo? É levar mais tecnologia e segurança para o campo.

Saiba como foram esses encontros!

Assembleia Legislativa

No dia 22 de fevereiro, o deputado estadual Luiz Marenco apresentou, na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei número 199/2021, que “cria a Política Estadual de Marcas e Sinais no Estado do Rio Grande do Sul”.

Por isso, Marenco recebeu os sócios da Be220 para conversar sobre o nosso aplicativo contra o abigeato.

“O aplicativo vem ao encontro do meu Projeto de Lei estadual sobre a digitalização de Marcas e Sinais de Animais”, comentou o deputado estadual.

O projeto prevê criação de um sistema informatizado para alimentação de um cadastro único de marcas, auxiliando o trabalho das forças de segurança pública estaduais na investigação de abigeato. 

O diretor executivo da Be220, Diego Vilela, e o diretor de tecnologia, Rafael Abreu, também participaram da reunião.

Além disso, no dia 3 de março, a equipe do AbigeApp realizou uma apresentação da plataforma para a Assembleia Legislativa, a Famurs e o deputado estadual Frederico Antunes.

“Este é um exemplo de inovação para a gestão pública. Com prazer, iniciei a agenda e acompanhei o trabalho de apresentação do aplicativo AbigeApp da Be220”, relata o presidente da Famurs e prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto.

reunião AbigeApp na AL-RS

Também estiveram presentes:

– A chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, delegada Nadine Anflor;

– O subcomandante Geral da Brigada Militar, Douglas da Rosa Soares;

– O prefeito de Dom Pedrito, Mário Augusto Freitas;

– Os vereadores Edson Damião (São Borja), Mario, Maurício Castro (Quaraí) e Patrício Antunes (Dom Pedrito);

– Integrantes das secretarias de Agricultura, Fazenda e setores do Governo RS.

FARSUL

No dia 8 de fevereiro, o diretor executivo da Be220, Diego Vilela, apresentou o AbigeApp para a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (FARSUL).

Estavam presentes o assessor da Presidência, Rodrigo Rizzo; o vice-presidente, Fábio Avancini Rodrigues; e o assessor Coronel Jerônimo. A Farsul conta com mais de 130 sindicatos rurais associados.

Na reunião, os representantes da Farsul frisaram a importância da solução de tecnologia já desenvolvida pela Be220 para a segurança no campo. 

Secretaria de Segurança Pública do RS

No dia 9 de fevereiro, o coordenador executivo do Programa RS Seguro, delegado Antônio Carlos Pacheco Padilha, reuniu-se com os sócios-diretores da Be220 Diego Vilela e Rodney Silva.

No encontro virtual, o AbigeApp foi apresentado como uma solução prática e viável para ser acessada pelas autoridades de segurança do Estado.

Polícia Civil do RS

A cúpula da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul conheceu oficialmente o AbigeApp em reunião com os sócios da Be220 no dia 27 de janeiro.

Participaram da agenda virtual:

  • a chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor;
  • o delegado Heraldo Chaves Guerreiro, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI);
  • o delegado André de Matos Mendes, coordenador das Delegacias Especializadas na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (DECRABs);
  • Diego Vilela, Rafael Abreu e Rodney Silva, sócios da Be220, apresentaram as funcionalidades e os diferenciais do AbigeApp para auxiliar no combate e identificação de crimes de abigeato nos municípios gaúchos.

Após a reunião, a chefe Nadine Anflor manifestou-se em suas redes sociais:

“Conhecendo o aplicativo AbigeApp, inteligência artificial ajudando a segurança do campo e facilitando o trabalho policial”.

FEBRAC

A Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (FEBRAC) conheceu o AbigeApp em reunião no dia 9 de fevereiro.

Além de Vilela pela Be220; estavam presentes pela FEBRAC, o vice-presidente, João Francisco Wolf e o vice-presidente social, Eduardo Finco.

O encontro também teve a participação do presidente do Instituto Desenvolve Pecuária, Luis Felipe Barros; do presidente da Associação de Criadores da Raça Fleckvieh, Eduardo Borges de Assis; e do representante do Sindicato Rural de Itaqui/RS, Glauco Monteiro. 

Instituto Caldeira

O ecossistema da tecnologia e da inovação do Rio Grande do Sul conheceu o AbigeApp no dia 27 de janeiro, no Instituto Caldeira, em Porto Alegre.

caldeira socios principalO aplicativo foi apresentado pelo diretor executivo da empresa, Diego Vilela, no Caldeira Pitch. O evento visa apresentar soluções de tecnologia e inovação para o mercado.

“O acesso ao AbigeApp será compartilhado exclusivamente com autoridades de segurança e promoverá a digitalização do sistema de registro dos municípios”, explica Vilela.

Após o pitch, o diretor executivo respondeu aos questionamentos dos participantes.

“Ficou evidenciado que o AbigeApp é uma inovação para o mercado e especialmente para o segmento da pecuária. É tecnologia a serviço das prefeituras e da segurança rural”, afirmou Rafael Abreu, diretor de tecnologia da Be220, que acompanhou o pitch no Caldeira.

Assista ao pitch na íntegra:

FAMURS

Na sede da Famurs, os sócios Be220 reuniram-se com representantes da entidade e dos principais municípios da Campanha e Fronteira Oeste para apresentar seu novo produto: um aplicativo para o combate ao abigeato no Estado.

Diego Vilela (Diretor Executivo), Rafael Abreu (Diretor de Tecnologia) e Rodney Silva (Diretor de Negócios) mostraram em primeira mão o AbigeApp.

O projeto será implantado em Dom Pedrito (RS), que é o primeiro município a contratar o serviço e a aprovar a legislação de digitalização de marcas e sinais no Rio Grande do Sul.

Além da Prefeitura de Dom Pedrito, apoiam institucionalmente o projeto do aplicativo: o Instituto Desenvolve Pecuária e a Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e de Abigeato (Decrab/Bagé).

Azonasul

No dia 16 de fevereiro, a Be220 também participou de reunião com a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), que conta com 23 municípios da região. São eles:

  • Aceguá;
  • Arroio Grande;
  • Amaral Ferrador;
  • Arroio do Padre;
  • Candiota;
  • Canguçu;
  • Capão do Leão;
  • Cerrito;
  • Chuí;
  • Herval;
  • Jaguarão;
  • Morro Redondo;
  • Pedro Osório;
  • Pedras Altas;
  • Pelotas;
  • Pinheiro Machado;
  • Piratini;
  • Rio Grande;
  • Santana da Boa Vista;
  • Santa Vitória do Palmar;
  • São José do Norte;
  • São Lourenço do Sul;
  • Turuçu.

Destes, 12 estavam representados no encontro para conhecer o AbigeApp e seus benefícios. Canguçu e Santa Vitória do Palmar já contrataram o aplicativo para combate ao abigeato nos seus municípios.

O que é abigeato?

Abigeato é um termo usado para se referir a crimes de furtos envolvendo animais do campo, com destaque para o gado. 

Uma de suas principais características é ser praticado durante o período noturno, quando a escuridão e a pouca vigilância facilitam a execução do delito, além de dificultar a identificação do praticante.

Na fronteira com o Uruguai e a Argentina, produtores rurais gaúchos sofrem com as ações de quadrilhas especializadas em roubo de gado. O abigeato causa prejuízos que beiram R$1 milhão. 

O programa Repórter Record Investigação, da Record TV, retratou o tema em detalhes. Assista à reportagem especial na íntegra: 

Conheça o AbigeApp

O AbigeApp chegou para levar a transformação digital para o campo! A solução permite que as autoridades de segurança locais possam fazer uma consulta em tempo real ao banco de marcas e sinais dos animais.

Dessa forma, pela marca visualizada no couro do animal, é possível identificar o nome do proprietário rapidamente.

Como essas informações são privadas e acessíveis somente por autoridades de segurança que sejam permitidas pelo município, é possível disponibilizar

  • nome,
  • endereço,
  • telefone,
  • WhatsApp,
  • e-mail de contato,
  • propriedades
  • e marcas vinculadas àquele criador.

Com os resultados do aplicativo da Be220 em mãos, fica mais fácil e rápido identificar a qual criador, propriedade e município os animais pertencem e agilizar a investigação em crimes de abigeato.

O aplicativo foi lançado oficialmente nas edições impressa e digital de GauchaZH, em dezembro de 2021. Em matéria exclusiva, a publicação foi feita pela colunista de Campo e Lavoura, Gisele Loeblein.

Contrate o AbigeApp na sua cidade

Quer levar o AbigeApp para combater os crimes de abigeato no seu município? Entre em contato com a nossa equipe e saiba como!

compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp